Edificando o Corpo de Cristo

117

Eu sou do meu amado e o meu amado é meu!


Dia 8 de março que já passou foi celebrado o dia internacional da mulher. Sempre vemos muitas manifestações acerca do orgulho deste dia. Vemos tanto mulheres como homens proclamando a grandeza da mulher e deste maravilhoso dia de homenagem à elas.

Não quero e não posso tentar racionalizar esse “respeito” às mulheres usando simplesmente uma data secular e uma mente secularizada. Essa “data” é uma mera criação humana para gerar um certo movimento de orgulho... no mundo não há problema em homenagens e orgulho... mas como pensar sobre a mulher em um “nível mais alto”? Como pensar na mulher de “forma real”? Qual a realidade da mulher neste mundo? Qual a realidade da mulher no reino de Deus? Uma data, homenagem ou o orgulho feminino não vai afetar em nada a realidade da mulher neste mundo, assim como não vai afetar em nada a realidade dela no reino de Deus!

Confesso que já fiquei terrivelmente confuso acerca de como uma mulher deve se comportar e de como nós homens devemos nos comportar. Vejo esse tipo de confusão nos irmãos também, tanto mulheres como homens. Não falo do mundo porque ele vai andar no tocar da carruagem de satanás. Mas infelizmente essa carruagem satânica chamada “mundo” está terrivelmente incrustrada na mente da igreja! Podemos estar pensando exatamente igual ao mundo com relação a todas as coisas, mas aí damos uma maquiada com versículos bíblicos para justificar nossa posição mundana. Estamos pensando errado acerca de prosperidade, sobre casamento, sobre paternidade e maternidade, sobre criação de filhos e por ai vai... e não é diferente o pensamento errôneo que estamos tendo com relação às mulheres e seu papel! Quando a mulher não tem visão do seu papel ela estará andando desordenadamente e quando o homem também não olha devidamente para a mulher e seu papel ele imputará a ela coisas terríveis! E o contrário também é verdadeiro, quando ambos não tem a visão correta acerca do papel do homem!

Então deixando fantasias à parte de um mundo utópico (um mundo ideal que nunca pode ser alcançado), quem é você mulher neste mundo? E quem é você aos olhos de Deus?

Qual a realidade do mundo?

O mundo jaz no maligno, isso não é novidade, ao menos não deveria ser! E nós, falando como toda a humanidade, estamos em uma situação de caídos, destituídos da graça de Deus! O que falarei agora não é um palavrão, mas estar destituídos da graça significa ser “desgraçados” por natureza. Essa é a situação da humanidade desde o pecado de Adão e a expulsão do Éden até hoje. Nada foi alterado na humanidade! O fato do Senhor Jesus ter vindo não alterou em nada a condição da natureza decaída do homem. Mas sim Ele nos trouxe a possibilidade de uma “nova humanidade” ou a “nova criatura” Nele... mas Ele não consertou a velha humanidade... então o mundo sem Cristo Jesus continua sendo como sempre foi: decaído em pecado e sujeito à satanás!

O que é uma mulher neste mundo decaído? O mesmo que um homem decaído! Tanto homens quanto mulheres jazem no pecado, atolados e escravizados! São inúteis e profanos! Não há nenhum deles que sejam capazes de fazer o bem nenhum sequer (Romanos 3.19)!

Neste mundo é impossível que mulheres tenham um comportamento decente assim como homens deem a elas um valor puro e correto. Qualquer iniciativa do mundo em valorizar algo ou alguém parte da premissa de domínio e governo. O sofisma é a regra fundamental de funcionamento do mundo! Sofisma é quando apresentamos algo que não tem conteúdo. Algo que tem aparência, mas só aparência, contudo sua real intenção fica oculta ou não existe! Fico impressionado que até hoje muitos de nós ainda não veem isso. Nós queremos acreditar na forma do mundo, que há sinceridade nas pessoas, nos governos, nas ideias, nas filosofias... mas irmãos tudo é vaidade, tudo é sofisma, tudo é de aparência.
  
Nós somos decaídos por natureza! Isso significa que não temos conteúdo nenhum! Por mais importante que você seja neste mundo e tenha feito coisas grandiosas, você não é nada e ninguém! Essa é a realidade! Você um dia voltará ao pó e quem se lembrará da sua existência? Em Isaías capítulo 40 e versículo 17, o Senhor diz de maneira genérica que nós somos menos do que nada, assim como o vácuo!
  
Como não somos nada, precisamos do “sofisma”, precisamos ter aparência que somos alguma coisa, mas na realidade não somos nada. Assim também, precisamos dar um valor de aparência para as coisas e para as pessoas quando sabemos que elas, na “realidade”, não tem valor de nada. Passamos a viver assim então, de aparência, para poder obter aquilo que queremos ou temos necessidade. Tudo no mundo funciona assim!

Qual a realidade da mulher neste Mundo?

A realidade é de mulher decaída, como já vimos! Mas como o mundo vai te tratar? O mundo sempre vai te tratar pela aparência! Isso não é óbvio? Veja o tratamento diferenciado que mulheres de boa aparência tem! Para o mundo aparência é tudo! Você mulher vai ser “usada” de uma maneira ou de outra por conta do interesse na sua aparência! Sua aparência é que vende carros, cerveja, produtos no supermercado...

Você precisa assistir um documentário sobre a “Engenharia do Consentimento”, você verá como a aparência das coisas tomaram forma no século XX. Você mulher sempre será tratada mediante segundo os interesses de alguém. Sua aparência é o que conta para satisfazer o problema da humanidade decaída: sexo e poder!

Neste mundo os homens sempre olharam e sempre olharão para as mulheres com segunda intenções. Não é a toa que o Senhor Jesus diz no evangelho de Mateus capítulo 5 e versículo 29 que qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura no coração já adulterou com ela! O décimo mandamento fala daqueles que cobiçam a mulher do seu próximo. Na epístola aos Romanos no capítulo 1 Paulo fala de como os homens se inflamaram na sensualidade com as mulheres. Sensualidade é expor a aparência para despertar o desejo sexual! Quanta ironia satânica! Não é assim que o mundo está hoje? As pessoas estão falando de sensualidade com tanta naturalidade porque estão atoladas no lamaçal de pecado deste mundo. Há muito estamos vendo até a sensualização de crianças e nós a igreja fingimos que está tudo bem.

As mesmas mulheres que querem ser respeitadas e não serem tratadas como objeto de desejo, estão jogando o jogo do mundo da sensualidade. Para as mulheres do mundo moderno, ser valorizada é mesmo que ser desejada! “Se não sou desejada então não tenho valor”. Não estamos falando somente de mulheres vulgares, estamos falando de mulheres em todos os níveis. Há mulheres casadas, que não se sentem valorizadas porque o marido não demonstra  desejo por ela, porque o padrão dela e talvez dele também seja a “aparência”!

Agora me diga que nós, a igreja, não aceitamos isso talvez até um certo ponto? Quanto você tem colocado o padrão da sua “valorização” na medida em que é desejada? Em se tratando de você mulher cristã, você se sente valorizada é quando seu marido te deseja? É claro que o desejo dentro do casamento faz parte da vida do casal, mas você não pode confundir desejo com valor! Embora se estivermos com a mente mundanizada, sempre vamos confundir desejo com ser valorizado!

Então amadas irmãs, esse é o valor que o mundo vos dá! A de objeto de desejos! O que você pode fazer para mudar isso? Nada. O mundo jaz no maligno! Você não tem condições de alterar isso em nenhum milímetro! Uma data não altera isso! Se fosse dado a vocês os 365 dias do ano para serem homenageadas, isso também não alteraria o fato!

Adiante deste problema da humanidade, tudo que o homem (sexo masculino) faz com relação à uma mulher tem intenção sexual. A questão sexual do homem decaído não é coisa a se brincar. Até guerras já foram travadas por conta disso. Repetindo Romanos capítulo 1, a decadência sexual do homem é em virtude do pecado, da perda do relacionamento e da perda do reconhecimento de Deus!

O mundo quer justificar o comportamento de predador sexual do homem (sexo masculino) como algo cultural. Não é a cultura que molda esse comportamento mas sim o pecado! A cultura de promiscuidade e violência são como um fermento dentro dessa massa, mas fermento nunca se transforma em pão, a massa do pão já existia antes do fermento. Assim é o ser humano, nós somos pecadores, todo homem é um predador sexual nato. O pecado existe no corpo e na natureza do ser humano antes da cultura da sociedade, sendo essa cultura somente um incentivo para algo que já existe em você. Então a cultura de promiscuidade e violência só podem despertar, inflamar, incentivar aquilo que já está em nós, contudo nossa natureza pecaminosa não é dependente em nada dessa cultura, ou seja, o sua natureza sexual pecaminosa se manifesta de uma maneira ou de outra, seja por conta do incentivo da cultura ou por conta de você mesmo.

Portanto não é a cultura que gera homens e mulheres depravados. Não é a cultura que gera estupradores e pedófilos. Podemos ver isso dentre os muçulmanos. Nos países islâmicos não existem um cultura social de depravação sexual como temos no ocidente. Essa depravação sexual à qual estamos acostumados aqui não existe por lá nos outdoors, nas revistas, nos filmes... contudo olhe como as mulheres são tratadas! Elas são objetos nas mãos dos homens. Nessa cultura onde não existe incentivo ao sexo, é a cultura onde as mulheres são mais violentadas sexualmente. E vale ressaltar que elas não andam de shortinhos e mini saias. Parece um paradoxo, já que no ocidente temos uma cultura de promiscuidade sexual sistemática enorme e uma quantidade muito inferior de violência sexual contra mulheres. Nos países islâmicos mulheres são estupradas como ato comum.  Agora veja o que os imigrantes muçulmanos estão fazendo na Europa! Eles estão praticando estupros sistemáticos e em massa. Entenderam? Um povo que não tem uma cultura sexual, eles não tem revistas da playboy, não tem pornografia, sua mulheres não andam nuas pelas ruas... mas estupram, porque? Porque essa é a natureza pecaminosa e predatória do homem pelo desejo sexual! Um homem sem o verdadeiro Deus, que não esteja crucificado com Cristo não tem esperança quanto a sua natureza sexual!

Assim é a natureza sexual da mulher. Embora a mulher não esteja sobre a figura de predadora, já que é impossível a mulher violentar sexualmente o homem, ela manifesta o pecado do sexo de outra forma, pela forma da sedução e pela sensualidade. Para a mulher decaída, sexo é poder, porque o homem decaído deseja muito isso. A natureza sexual do homem se manifesta de forma predatória como o violentador e da mulher se manifesta da forma de "venda" como uma meretriz. Homens desejam, mulheres ofertam. Ainda que não passe pela nossa mente tal coisa como estuprar ou prostituir essa é a nossa natureza! A sensualidade é reprovada pelo Senhor. Ela existe com tanto fervor nas mulheres porque esse é o problema sexual delas. Portanto não basta olhar para a violência sexual do homem e não olhar também para o problema sexual da mulher.

Agora veja este homem (sexo masculino), atolado no pecado, afastado de Deus, em um mundo que jaz no maligno... qual o único tratamento que ele dará as mulheres? Não é à toa que vemos a história da humanidade ser como é. Mulheres sempre foram tratadas como escravas sexuais. Em guerras sempre foram estupradas e feitas escravas do sexo. O interesse sexual do homem pela mulher chega beirar a loucura das loucuras: violência, domínio, poder, escravização, estupros, assassinato...

Veja que a violência contra a mulher nunca parou! O feminismo e o direito que as mulheres alcançaram não alteraram esse fato! Entenda bem amadas irmãs, uma lei não pode alterar o comportamento humano. Uma lei que favorece a mulher contra a violência não altera o comportamento nem da mulher e nem a do homem! Se uma lei pudesse acabar com a pecaminosidade do ser humano não haveria necessidade do Nosso Senhor Jesus vir de dar sua vida por nós!

Podem criar as leis que forem! Aliás o mundo nunca teve tantas leis e normas éticas que regulam tantas coisas, e ainda sim o problema da humanidade decaída não foi resolvido. Os homens ainda olham e olharão paras as mulheres da mesma forma de sempre: “objeto de desejo” e as mulheres vão se comportar da mesma forma: “objeto de desejo”.
Agora imagine o que um homem desprovido de qualquer senso moral e afastado de Deus faria para conseguir o que ele quer? O que um homem assim faria para conseguir satisfazer seus desejos? Alguns vão usar de bajulações(sofisma) e dão uma “cantada insistente”. A bajulação ou elogio satisfaz o ego decaído de qualquer um, principalmente de vocês mulheres. A maior reclamação que vejo em esposas é que seus maridos não mais as elogiam e falam coisas bonitas. Outros vão usar da aparência do poder e do dinheiro, outros vão perseguir, outros vão violentar...

Sempre tenho a preocupação com minha mulher e minha filha por conta destas coisas. Vejo muitos irmãos não darem a devida atenção com relação a proteção à sua mulher ou sua filha. Eles creem que estão em um mundo diferente, em um mundo civilizado. Parecem até mesmo que ignoram o fato que eles também são homens e sabem do que um homem pensa com relação à uma mulher.

Se você ainda não se convenceu dessa realidade, dê uma olhada o que acontece quando o mundo entra em guerra ou quando acontece alguma catástrofe e a autoridade policial daquele lugar fica ausente. Você sabe qual a primeira coisa que acontece? Estupro em massa de mulheres! Sempre foi assim neste mundo. Se amanhã acontecer uma guerra, as primeiras vítimas serão vocês mulheres. Veja a história do Império Romano, a Revolução Francesa, a Revolução Russa, as duas guerras mundiais, veja o que os muçulmanos estão fazendo no Oriente Médio e na Europa, veja até mesmo o que índios fazem quando fazem guerra contra outras tribos... Isso é o ser humano decaído!

Você ainda acha que os homens desse mundo te respeitam por serem mulheres ou que algum dia te darão algum valor?


O ideal satânico do feminismo 

O que muitos irmãos não sabem é que os conceitos do feminismo permeiam nossa forma de viver e está destruindo muitos lares. Esses conceitos não são conciliáveis com a vida cristã. Nem a do homem e nem a da mulher! Você quer destruir sua casa, então continue não dando atenção nos conceitos errados que entraram na sua vida!

O feminismo tomou forma no final do século IX para o começo do século XX e que em tese queria tratar de problemas igualitários para homens e mulheres. O que não deixa de ser justo. Mas não era só isso. Queria propor o rompimento com toda forma de pensamento de normas que definem um homem e uma mulher, ou seja, todos são iguais então não há homem nem mulher, todos podem tudo e de qualquer jeito! Propunham ainda o rompimento da opressão patriarcal da sociedade.

A igualdade entre homens e mulheres

Homens não são iguais às mulheres e mulheres não são iguais aos homens. Somos iguais com relação a humanidade e a sua natureza, somos iguais quanto a natureza do pecado dessa humanidade. Mas temos diferenças físicas gritantes e disposições psicológicas também. Além do fato que somos seres únicos, Deus não fez ninguém semelhante à você, você é igual à todos por conta da humanidade mas é diferente porque dentro desta humanidade você é único, você pensa e é responsável por tudo que você faz.

Olhe a diferença entre o homem e a mulher. O homem tem maior força física portanto está mais apto para trabalhos braçais e proteção, contudo é fraco fisiologicamente, qualquer gripe fica de cama, ao invés da mulher que não tem a mesma força física mas tem uma força fisiológica muito intensa e é capaz de fazer coisas mesmo doente. O homem não concebe filhos e não amamenta. Imagine com a nossa moleza o que aconteceria se tivéssemos que dar à luz à um filho, eu teria que ficar um ano inteiro de licença médica e internado na UTI!

O homem tem a aparência grosseira e bruta. Mulheres tem aparência delicada e afeiçoada. Mulheres tem maior necessidade de atenção e segurança do afeto. Agora inverte essa realidade, porque isso não é um conceito, é uma realidade! Imagine um homem delicado? Agora imagine uma mulher grossa e bruta? Para mim isso não funciona.
E é verdade que por sermos diferentes não se pode dizer que um é melhor do que o outro. Homens não se realizam sozinhos assim como as mulheres não se realizam sozinhas. Deus colocou um ordem nessas diferenças para que o homem possa completar a mulher e a mulher ao homem.

A Opressão patriarcal

Patriarcal vem de “governo de pai” ou “autoridade de pai”. O mundo não quer a autoridade do pai. Isso é antiquado! O mundo vem de uma longa tradição onde a figura do homem sempre expressou e exerceu autoridade em todos os ramos, na sua casa e sua família, nos seus negócios, nos governos... Talvez até por uma lógica e razão de quem detém maior força e poder. O mundo sempre foi governado pelos mais fortes. Os mais fortes são os dominadores e exercem autoridade. Em um mundo duro e agressivo, a autoridade só pode ser expressa pela força. O homem sendo mais forte seria natural para ele exercer autoridade.

Se formos ficar racionalizando os erros do homem em relação a sua expressão de força nunca acabaríamos o debate. O fato é que existe uma ordem do exercício da autoridade. Primeiro é a autoridade de Deus sobre sua criação, porque Ele é a Autoridade e Ele tem a maior força. Segundo, a autoridade do homem sobre a criação de Deus, porque Ele ordenou que o homem dominasse sobre toda a criação e a ele foi dada maior força para exercer este domínio. Terceiro o homem sobre sua mulher e do homem sobre seus filhos porque ao homem foi dada autoridade como responsabilidade de cuidar da sua casa, porque à ele foi dada maior força para isso.

Se o homem não dominar neste mundo quem o fará? Se o marido não domina(cuida) da sua casa quem o fará?

"​O diácono seja marido de uma só mulher e governe bem seus filhos e a própria casa" 1 Timóteo 3.12


O raça humana tem andado em uma ordem que Deus estabeleceu desde o princípio. Ainda que o homem(sexo masculino) tem falhado em exercer a autoridade e se tornado tirano ou omisso, essa ordem não pode ser alterada. O Problema então não é a ordem da autoridade, mas o homem decaído que não saber exercê-la.

Lutar contra a ordem da autoridade que Deus estabeleceu seria o mesmo que lutar contra a lei da gravidade. Seria inútil. Você pode pensar o que quiser sobre a lei da gravidade e não concordar com ela... mas ela é uma ordenação de Deus e se você desobedece-la você pode até morrer! Você pode subir no ponto mais alto deste mundo e pular de lá... não interessa o que você pensa da lei da gravidade... essa lei vai fazer você cair e se esborrachar!

Você mulher cristã não pode lutar contra esta ordem! Você homem cristão não pode fugir desta ordem! E quanto mais você lutar contra ela mais difícil se tornará sua vida com Deus!

Essas doutrinas tem entrado como veneno dentro das igrejas e lares cristãos. Mulheres tem tentado exercer autoridade de homem quando não há ordem que sustente isso e homens tem-se acovardado ante sua posição e negligenciado o cuidado de sua casa, quando não, eles mesmos colocam exigências para que suas esposas exerçam a autoridade que eles não tem ou não querem.

O que acontece quando um pai é retirado da autoridade de sua casa? Desordem! Bagunça! O século XX e agora século XXI temos visto isso! Lares destruídos, arruinados, pessoas infelizes, perdidas e sem perspectiva nenhuma... porque um dia loucos tomaram a decisão de destruir a autoridade do homem dentro da sua casa. Satanás sabe que se destruir a ordem que Deus estabeleceu ele ganhará muito território! Você acha que chegamos hoje com tanta violência, drogas, prostituição, rebeldia e promiscuidade de que forma? Destruindo a autoridade do homem sobre a sua casa e estabelecendo a da mulher. Não estou dizendo que a mulher é a culpada ou incapaz, não se trata de incapacidade, estou dizendo que não observar a ordem que Deus estabeleceu é o prejuízo!

Veja o pecado original! Como ele se desenvolveu? A serpente tentou a mulher e não o  homem. Por que ele foi atrás de Eva? Porque ela não tinha autoridade! Quem tinha autoridade era Adão! Se satanás tentasse Adão, esse teria autoridade para se opor a ele. Assim o diabo foi atrás de quem não tinha autoridade para resistir, a mulher. Note que não é uma questão de conhecimento e inteligência, porque Eva "sabia" que não era para comer daquele fruto. A questão é de "autoridade"! Autoridade é um dom. Autoridade de Deus é algo dado por Deus à quem Ele quer. Essa autoridade divina não pode ser conquistada, ela é dada!

Satanás introduziu o conceito de "independência" da mulher do homem, deixando a autoridade da decisão nas mãos dela. Ela decidiu por si só comer aquele fruto e dá-lo ao homem. E Adão onde estava? Vai saber!?? O fato é que ele não estava exercendo a autoridade sobre sua mulher! Ele não estava "governando"! Ele não estava cuidando! Que marido omisso! O homem e a mulher falharam! Eva quis "poder" e Adão se eximiu do "poder". O resultado dessa desordem e a quebra da autoridade, nós colhemos até hoje: pecado... afastados de Deus! Isso é o que vai acontecer toda vez que não respeitarmos a ordem que Deus estabeleceu! Isso é o que vai acontecer dentro da sua casa.

"​E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará." Gênesis 3.16

"​E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa; " Gênesis 3.17

Veja que mesmo após a queda, o Senhor não alterou a ordem das coisas. O desejo da mulher é para seu marido e ele "governa" ela. Governar fala de reinar, dominar, cuidar! Não está falando de algo tirânico, está falando principalmente da responsabilidade do cuidado com a parte mais fraca! O homem deve sim escutar sua mulher porque ela é auxiliadora dele, mas o homem não pode atender a voz da sua mulher. Existe diferença enorme em escutar e atender. Você pode escutar a tudo e a todos, mas você não aceita ou concorda com tudo que te dizem, correto? A questão do homem não atender a voz da sua mulher não é a desconfiança, mas é porque o homem deve atender o que Deus está falando! O papel da mulher auxiliadora é fazer ou falar de forma que o homem vá escutar e atender o que Deus está falando. Mas o que acontece hoje? As mulheres querem passar não só na frente dos homens, mas na frente de Deus. Elas querem ordenar aos seus maridos como se fosse Deus! Não é assim que funciona! Foi o que Eva fez com Adão. Ela passou na frente do seu marido, depois passou na frente de Deus e ordenou que Adão comesse do fruto do pecado! E Adão também errou! Ele sabia da ordem! Mas atendeu à voz da sua mulher.

Se para Adão e Eva, que viviam em "perfeição" no Éden, foi possível quebrar a ordem de Deus, agora imagine a nós pecadores neste mundo tenebroso? Nós homens não precisamos de muito esforço para sermos omissos quanto à autoridade, como as mulheres não precisam de muito esforço para tentarem exercer autoridade. Basta deixar sua vida mundana fluir.... Contudo a ordem ainda existe! Todos nós somos confusos, estávamos cegos e sem entendimento sem Cristo Jesus. O Homem e a mulher foram feitos para serem conduzidos e cuidados por Deus. Não existe opção para o homem fora de Deus. Por isso existe essa ordem: Cristo precisa ser o cabeça do homem porque o homem está perdido sem Ele! Cristo sendo o cabeça do homem, Ele o torna apto para ser cabeça da mulher porque ela também está perdida! Essa é a ordem!

"​Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem, o cabeça da mulher, e Deus, o cabeça de Cristo." 1 Coríntios 11.3


Veja as outras mulheres que ultrapassaram à frente de seus maridos e assumiram posição de autoridade:

  • Sara mulher de Abraão (Gênesis 16 / 21.7) - Instrui o marido e conceber um filho com outra Agar(serva), depois expulsa os Agar e Ismael(filho) por ciúmes;

  • Rebeca mulher de Isaque (Gênesis 24:43-67) - Enganou à Isaque e Esaú(filho) em benefício de Jacó(filho preferido);

  • Jezabel mulher do rei Acabe (1 Reis 16-21) - Quem governava Israel no lugar do seu marido. Acabe era covarde e sempre fazia sua vontade. Ela quase destruiu Israel com a idolatria e assassinatos de sacerdotes e profetas;

       "​Ninguém houve, pois, como Acabe, que se vendeu para fazer o que era mau perante o SENHOR, porque Jezabel, sua mulher, o instigava; " 1 Reis 16-21

  • Esposa de Potifar, atendente do Faraó do Egito - (Gênesis 39-41) - Acusou José(escravo) de estupro quando este a rejeitou;

  • Miriã irmã de Moisés (Números 12) - Falou contra Moisés e a autoridade que este recebera de Deus para conduzir o povo do Egito para Canaã. Ela também queria reconhecimento de autoridade. Foi castigada de lepra imediatamente.

  • Herodias mulher do rei Herodes (Mateus 14.1-12) - Pediu a cabeça de João Batista;


Jonh Knox (o Trovão da Escócia), o grande reformador da igreja na Escócia, chegou a publicar um livro de nome "O Primeiro Toque da Trombeta contra o Monstruoso Governo de Mulheres", onde ele ataca não só a falha da mulher que tenta exercer autoridade como ataca diretamente às rainhas da Escócia, Maria Tudor(a sanguinária) e a rainha Elisabeth I da Inglaterra. Maria Tudor, apesar de sanguinária, temia Jonh Knox mais que os navios de guerra da Espanha e a rainha Elizabeth I nunca o perdoou pelo livro. Mesmo assim Jonh Knox nunca se intimidou pelo poder que elas tinham e a reforma da igreja na Escócia foi de tal grandeza que mudou todo o aspecto da sociedade civil da época e ecoam até os dias de hoje.

Hoje você tem condições de ver o “quadro do mundo moderno” de forma bem clara e direta. De 300 anos pra cá tem surgido diversas instituições, movimentos culturais e filosóficos que tem se incumbido de destruir o cristianismo! Faça uma pesquisa sobre o “marxismo” ou “comunismo”, a “Escola de Frankfurt”. O objetivo sempre foi destruir a sociedade patriarcal judaico/cristã. Dentre as muitas receitas para isso, uma delas é desestabilizar as famílias, destruindo a autoridade do homem, destruindo a autoridade do pai e destruindo a autoridade dos pais sobre seus filhos. Movimentos como o feminismo só tem esse objetivo. O objetivo é destruir sua casa e seus filhos!

Então criaram os rótulos machista e autoritário. Não interessa se você seja um bom marido ou um bom pai. Se você exercer autoridade e for mais firme na sua casa você será machista e autoritário. Esses são termos criados por feministas. Como esses termos denigrem o homem moderno, esses mesmos fogem deste rótulos, fazendo o que? Omitindo do seu papel como homem! Ele não pode mais mandar, discordar, corrigir, controlar, falar alto se não é agressão... Nós homens temos sido reduzidos a papéis de puro saco de pancada, estamos paralisados pelo medo de simplesmente ser homens. Tenho visto muitos homens de hoje e até mesmo irmãos em Cristo que não conseguem reagir como homens. Estão acovardados, desencorajados, afeminados porque suas próprias esposas apontam o dedo “você é machista”... seus filhos gritam “meu pai é autoritário”.

Mas entenda que tanto o homem cristão e quanto a mulher cristã não terão respaldo por assumirem seu papel conforme Deus estabeleceu. Você sempre será criticado e atacado. Vejo irmãos atacando os próprios irmãos porque estes assumiram seu papel, homens como homens de Deus e mulheres como mulheres de Deus. Nós homens cristãos seremos sempre chamados de machistas e autoritários porque esses rótulos foram criados para nós mesmos. E vocês mulheres serão sempre chamadas de tolas por se submeterem aos seus maridos!

Acredito que a maioria das pessoas não fazem a mínima ideia destes conceitos quando vão viver suas vidas ou quando vão protestar. Estão todos achando que essa é a ordem correta do desenvolvimento da sociedade. Se você não enxergou isso, você está sendo enganado e no final, esteja você ciente ou não, todos serão tragados pela destruição. Quando os ventos da tribulação baterem, você acha que conseguirá ficar de pé sustentando uma falsa ideia que destruiu e está destruindo toda a civilização?

Fico pensando como satanás é hábil em destruir tudo, como o Senhor Jesus mesmo falou. Esse valor que o mundo quer dar as mulheres é falso. Todo esse teatro de feminismo não mudou a realidade do mundo como já falamos. O homem sempre tratará a mulher como o “objeto de desejo” porque ele é decaído e a mulher sempre se portará como “objeto de desejo” porque ela é decaída. Então o mundo finge dar valor à alguém que na verdade nunca deu e nunca vai dar. Esse é o respeito que o mundo dá as mulheres! Agora imagine o cristianismo sendo removido deste mundo e este retornando às eras onde Deus havia sido esquecido como querem as feministas. Com toda sinceridade, fico até com pena delas, porque elas conheceriam abertamente a violência quem um homem pode proporcionar à uma mulher! Elas querem remover justamente algo que daria segurança a elas... Deus!

O que Deus pensa da mulher?

Você sabia que esta falsa tentativa de valorizar a mulher veio da única real valorização que a mulher tem? O valor que Cristo Jesus a dá! Com o crescimento da igreja do Senhor Jesus e seus ensinos, os homens foram incentivados e exortados a darem devido valor às suas esposas. Sem a doutrina cristã, talvez a coisa seria muito pior hoje! Teríamos muitas mulheres, concubinas, prostitutas, uma vez o outra daríamos uma surra nelas... Não se engane! Cristo Jesus nos mostrou o verdadeiro valor a ser dado as mulheres! Porque Ele foi o primeiro a dar este valor!

A mulher “é” a auxiliadora idônea.  Auxiliar dá a ideia de completar. Completar de maneira correta e não competindo com o homem.

“Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.” Gênesis 2.18


Se ela precisa completar o homem significa que existe algo no homem precisa ser completado pela mulher, assim como existe algo na mulher precisa ser completado pelo homem. Desta forma os dois se tornam dependentes mútuos.

“No Senhor, todavia, nem a mulher é independente do homem, nem o homem, independente da mulher” 1 Coríntios 11.11

   
O que Deus exige da mulher?

Como a mulher tipifica a igreja de Cristo Jesus, ela deve ser amada, bem cuidada como a parte mais fraca e mais frágil. O marido tipifica Cristo. Cristo revelou seu amor não só com palavras, mas com o maior ato de todos, dando a sua vida pela sua amada. Esse é o padrão do homem. O homem que dá a sua vida pela sua mulher. Isso que é "governar" sua mulher!

E o padrão da mulher é a submissão ao seu marido. Você pode achar isso terrível, mas esse é o padrão do amor da mulher. O homem dá a vida e a mulher se submete. Vejo que muitas irmãs não querem saber disso. Tentam até justificar que não é bem assim. E até entendo que por conta das doutrinas do feminismo e do mau comportamento dos homens elas queiram ficar distante da submissão. Como se submeter à um homem que não cuida dela? Como se submeter em um mundo que isso é visto como pejorativo? Mas lembre-se, existe uma ordem!


Mulheres, sede vós, igualmente, submissas a vosso próprio marido, para que, se ele ainda não obedece à palavra, seja ganho, sem palavra alguma, por meio do procedimento de sua esposa, 2 ao observar o vosso honesto comportamento cheio de temor. 3 Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; 4 seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus. 5 Pois foi assim também que a si mesmas se ataviaram, outrora, as santas mulheres que esperavam em Deus, estando submissas a seu próprio marido, 6 como fazia Sara, que obedeceu a Abraão, chamando-lhe senhor, da qual vós vos tornastes filhas, praticando o bem e não temendo perturbação alguma. 7 Maridos, vós, igualmente, vivei a vida comum do lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher como parte mais frágil, tratai-a com dignidade, porque sois, juntamente, herdeiros da mesma graça de vida, para que não se interrompam as vossas orações.” 1 Pedro 3.1


O apóstolo Pedro coloca esse padrão da ordem de maneira bem clara. A mulher seja submissa ao marido, mas o padrão da submissão é a submissão de Cristo e à Cristo. É o temor dela à Cristo que a torna hábil para submeter ao marido. Agora veja o versículo 3, o adorno da esposa não pode ser algo exterior, porque exterior fala de aparência, essa é a forma do mundo, aparência tem em vista satisfação de desejos sexuais. O verdadeiro adorno da esposa é ela se submeter a Cristo, se vestir de Cristo, da Sua mansidão e da Sua tranquilidade. Conforme o versículo 5, essa era a forma que as santas mulheres faziam se submetendo aos seus maridos. Essa é a mulher de Deus! Essa é a mulher verdadeiramente feminina e não feminista! Essa é a verdadeira mulher guerreira e não aquelas da “marcha das vadias” que acham que estão lutando bravamente. Você mulher cristã precisará de muita bravura e coragem para enfrentar um batalhão de preconceitos quanto a sua verdadeira posição como mulher! Você precisará de muita bravura e coragem para lidar com os problemas diários como mulher em Cristo andando neste padrão de submissão. Essa é a mulher de Deus!

Para que não desanimem, esse também é o padrão do homem, submissão à Cristo. Embora recebemos autoridade para exercê-la, não nos dá o direito de usurpá-la. É padrão do homem cristão cuidar da sua casa e dar dignidade a sua mulher. Todos temos que nos submeter!

O cristão é machista?
    
Já vi irmãs dizerem que não aceitam os argumentos de Pedro e Paulo acerca da submissão da mulher. Outras não dizem nada, mas intimamente não a praticam. Segundo essas irmãs Paulo era machista, então essa parte das escrituras não podem ser consideradas. Confesso que fico confuso quando vejo esses argumentos, do que pode ser considerado e o que não pode ser considerado na palavra de Deus. Esse relativismo é muito perigoso. Ele abre brechas para heresias e práticas horríveis.

Bem, como já falamos anteriormente, “machismo” é uma palavra feminista para denegrir homens cristãos conservadores. Machismo é uma palavra para se referenciar à todo homem cristão. Então sim, nós homens cristãos somos machistas. Paulo era machista e Pedro também:


“Da mesma sorte, que as mulheres, em traje decente, se ataviem com modéstia e bom senso, não com cabeleira frisada e com ouro, ou pérolas, ou vestuário dispendioso, 10 porém com boas obras (como é próprio às mulheres que professam ser piedosas). 11 A mulher aprenda em silêncio, com toda a submissão. 12 E não permito que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem; esteja, porém, em silêncio. 13 Porque, primeiro, foi formado Adão, depois, Eva. 14 E Adão não foi iludido, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão. 15 Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se ela permanecer em fé, e amor, e santificação, com bom senso.”
1 Timóteo 29-15


    E agora irmãos, o que faremos? Vamos excluir das bíblias as passagens machistas? Vamos nos conformar com o mundo ao invés do Reino de Deus? Qual o nosso padrão? Rebeldia ou Submissão?


Quem é você mulher, definitivamente?

Não interessa o que o mundo pensa de você! Se te tratam como objeto sexual, se só te julgam pela sua aparência, se é desprezada, se é reconhecida ou não reconhecida... Você já pensou no reconhecimento que Cristo Jesus te dá? Você não pode ter o reconhecimento do mundo e do de Deus! Nenhum homem da face da terra poderá te dar o que Cristo Jesus pode!

Quando o Senhor Jesus morreu pelos seus pecados Ele fez algo ainda surpreendente.

A palavra de Deus diz que estávamos casados com a lei, com o pecado, com o mundo, com satanás, com o inferno e com a morte. São seis maridos os quais ninguém poderia escapar! Mas assim como rei Davi viu a Bate-Seba e amou instantaneamente, o Senhor Jesus o dia que te viu também te amou! Mas todos nós já tínhamos marido. Nós éramos como aquela mulher samaritana do poço de Jacó (João 4) “Cinco maridos já tivestes e o que tem agora não é seu marido”. Essa mulher era escrava de maridos! E parece que nenhum deles deveria trata-la bem porque ela tivera muitos...

Como o Senhor Jesus resolveu esse problema?

Ele te queria muito, mas você já estava casada! Ele não poderia fazer como o rei Davi e matar o marido de Bate-Seba. Porque se o marido morresse a mulher ficaria legalmente apta para casar novamente. Então o que Ele fez? Já que não poderia matar os “seis maridos”, Ele se entregou para morrer e te levou para morrer com ele! Ele te fez morrer! Quando você morreu com Ele na cruz, você ficou desobrigada da lei conjugal daqueles “seis maridos”. Você morreu para Eles! Você está morta para a lei, morta para o pecado, morta para o mundo, morta para satanás, morta para o inferno e morta até para a morte! Ele te deixou livre para agora se unir à ELE! Você é a noiva Dele! Por isso você deve submissão à Ele! Como você não se submeterá à um marido grandioso como esse? Não existe outro igual e nunca existirá. Ele é único! Agora você vive somente para Ele! Eu sou do meu amado e meu amado é meu! Você é a noiva amada que foi salva, redimida e resgatada. Você é a amada dos seus olhos! Você é aquela que Ele cuida e zela! Você é aquela que Ele protege com toda autoridade! Você é aquela quem Ele governa!

Esse é o valor que Cristo Jesus te dá porque Ele te ama!
Portanto qual o valor que você quer?
O valor do mundo, da aparência e do objeto sexual...
Ou você quer o valor de Cristo e o Seu Amor?

        

    
 



 

 




Visualizações: "6.248" vezes!









Indique

 

Autoridade

Tags

Bruno Estevão - Últimos Posts

Arquivo

Editoriais

 

HORÁRIO DOS CULTOS

  • Segunda-Feira: 20:00h (Reunião de Oração);
  • Terça-Feira: 20:00h (Reunião nos Lares);
  • Quinta-Feira: 20:00h (Estudo da Palavra);
  • Sábado: 18:00h (Reunião dos Jovens)
  • Domingo: 09:00h (Reunião da Ceia do Senhor)

LOCALIZAÇÃO


Av. Castelo Branco, 611 - Setor Bueno
Goiânia - Goiás.

+55 (62) 3622-9166 / 3622-9165.

 
Celebrando Deus 2017,    celebrandodeus.com.br,    ®Todos os direitos reservados.